Vereadores denunciam situação caótica na saúde pública estadual em Cruzeiro do Sul

Durante sessão, vereadores de Cruzeiro do Sul usam a tribuna da câmara municipal para denunciar descaso do governador Gladson Cameli com a rede pública de saúde da cidade. O Hospital do Juruá está há mais de seis meses esperando para montar um tomógrafo, equipamento que poderia auxiliar no diagnóstico e ajudar a salvar vidas. Mais de 400 mulheres esperam por cirurgias ginecológicas, além do atraso nos pagamentos dos funcionários terceirizados.

Segundo o vereador Antônio Cosmo, pessoas esperam há mais de dois anos por uma cirurgia de hérnia. “O governador se gaba que construiu um hospital em 30 dias, mas não consegue montar um equipamento em seis meses. Faço um apelo ao governador para cuidar melhor da saúde das pessoas, que estão morrendo pela ausência do Estado. É preciso dar um jeito o quanto antes para retornar as cirurgias eletivas, em Cruzeiro do Sul. Isso é inaceitável. Precisamos da presença do Estado, principalmente, para cuidar das pessoas” destacou, indignado, o vereador.

O vereador Betão da BR, em seu discurso, demonstrou preocupação com a situação crítica da saúde na maior cidade do interior do Acre. “O governador tem sido ausente quanto a saúde do estado. Servidores mal remunerados, quadro insuficiente para atender a população. Falta humanização no atendimento, TFD insuficiente”, destacou o vereador.

Além de Cruzeiro do Sul, o Hospital do Juruá é referência no atendimento à população de Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter, Marechal Thaumaturgo e ainda Guajará, no Amazonas, o que compreende mais de 174 mil pessoas. Dado a relevância da regional, o Governo do Estado deveria olhar com prioridade para segunda região mais habitada do estado, o que não vem acontecendo desde o início da gestão de Gladson Cameli.

VEJA TAMBÉM

© Copyright 2000-2021 G Midia & Produções 2020/2021 CNPJ: 38.313.905/0001-94 Cruzeiro do Sul Acre

error: Protegido contra pirataria !!
Formulário de contato com Juruá Informativa